sexta-feira, novembro 4

CONVERSAS

Quando ele me olhava na rua, eu pensava sempre que ele me poderia conhecer de algum lado. Ou, na pior das hipóteses, eu ter algo de errado. E aquele sorriso simples nunca desaparecia do seu rosto, e por isso mesmo (e por ser educada) eu sorria também na esperança de um dia ter a oportunidade de lhe perguntar o porquê de me olhar assim. E um dia aconteceu...

Estava parada á espera de uma amiga, não me lembro bem onde mas sim da conversa. Ele viu-me e deve ter ganho aquela coragem que desconfio não ter tido antes porque aproximou-se de mim.
- Miss! Olá!
Fiquei um bocado confusa porque ele parecia mesmo conhecer-me.
- Olá. - respondi. 
E ele deve ter percebido a minha confusão porque logo de seguida só disse:
- Não te lembras de mim. É natural.
- Deveria? - perguntei.
- Não sei. Não é normal numa mulher não se lembrar dos tipos que comeu durante um bom tempo.
Eu comi aquele tipo? Fiquei admirada de início mas depois raciocinei e percebi que realmente era mais estranho se não o tivesse feito. Era um tipo muito interessante. E aquela covinha no queixo!...nham nham
- Realmente não... mas já agora o que entendes tu por um bom tempo? - perguntei.
- Seis meses.
Deliciei-me com ele durante meio ano? Realmente eu aproveitava muito bem o meu tempo.
- Peço desculpa então. - disse.
- Não faz mal! Fiquei triste claro porque gosto de ficar na memória das pessoas mas sinceramente sendo tu é normal. afinal, deixei de dar sinal de vida depois. E também esqueceste porque não insististe.
- Insistir em quê? - estava baralhada. - Era apenas sexo. 
- Mas não pareceste preocupada quando não dei sinal. nem mensagens nem nada.
Eu começava a perceber onde ele queria chegar...
- Olha, - comecei- se deixaste de mandar mensagens ou ligar de repente foi porque perdeste o interesse. Eu não costumo obrigar as pessoas a foderem comigo ou a estarem constantemente a lembrarem-se de mim. 
- És tão fria Miss. pensei que tinhas gostado.
- E gostei mas não ia chorar por isso. Que eu saiba não és Adão nem eu a Eva. Não sou de procurar uma pessoa só porque me deu meio ano de bom sexo.
- Ok. - ele ficou zangado. - Bem, vou indo. Gostei de te ver. estás mais gira.
- Obrigado.
E observei-o a virar-me as costas. E pensei: " e a menina sou eu?"

7 comentários:

O Santo Diabinho disse...

Life's a bitch
;)

Kisses

Íntimas Intenções by Anita disse...

Passando pra deixar um super beijo e desejar um lindo final de semana, com muito sexo do bom...e se esquecer depois da figura...não faz mal o que importa foi aquele momento...pq homens acham que isso não é natural em nós mulheres? Só eles podem foder e depois esquecer? Pq acham que devemos correr atrás, implorar e rastejar? Qto machismo rs
Viva nossa liberdade de ter prazer!

Beijos,
Anita.

Miss B disse...

Diabinho, it´s so true!

Anita, os homens sempre foram definidos como sendo os mais frios numa relação e ainda mais no sexo. só eles podem usar e deitar fora assim como só eles podem pensar unicamente nisso. quando uma mulher o faz eles deixam de se sentir tão machos para se sentirem um brinquedo apenas. e isso para um homem é inadmissível!

Ulisses Reis ® disse...

Miss B fui nos outros e vi que você esta mais neste Blog, então aqui estou para carinhar e futuramente poetizar e já gostei desse seu comentário acima para a Anita, se bem que toda regra tem exceção, tenha um linda noite, beijos !!

«_FP_» disse...

pelos vistos para ele nao era so sexo...mas sim algo mais..digo eu que ate gosto de ser um brinquedo sexual ;p

beijos

Miss B disse...

Ulisses, este É o meu blog. O oficial. A que outros te referes? e sim, claro que toda a regra tem excepção. falo sempre no geral. mas não somos todos iguais.

FP, claro que para ele era só sexo visto que eu não tinha mais nada para oferecer. acontece que ele pensava que eu ia dar uma de triste e desamparada

Provoca-me disse...

Faz bem aos machos receber o troco. É preciso mostrar que as mulheres também têm direito a quererem divertir-se, mandar a berlaitada e mandar foder. Nada demais, os homens que não eu fazem tanto isso.

Quem não me perde de vista

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Política de Privacidade

Conteúdo administrado e recebido por Miss B e Sexo e Cenas. 1. Nenhuma informação pessoal dos meus visitantes é comercializada e/ou trocada com terceiros. Os dados fornecidos por eles em qualquer forma de contado, não são repassadas para nenhum outro. 2. Também não são utilizados os dados, como e-mail, para distribuir mensagens não solicitadas e/ou em massa. Os e-mails dos usuários não são armazenados em listas e só entro em contato para responder dúvidas e/ou agradecer visita/contato/solicitação/ajuda/informação e apenas uma única vez. Parte de um e-mail de contato pode ser usado como referência para compor artigos e tutorias e cito a pessoa que enviou. Mas antes entro em contato avisando da possibilidade daquele e-mail ser usado como fonte e solicito previamente autorização para usar o nome e link de quem escreveu. 3. Apenas os comentários nos artigos ficam visíveis para todos os demais visitantes do blog Sexo e Cenas. Os comentários são previamente moderados por mim como administradora do blog Existe uma Política para Comentários e recomendo que leiam: Os comentários são Moderados. Todos os comentários recebidos são previamente lidos. Só são publicados os comentários que eu, administradora, considerar adequados para o artigo em questão. Apesar das regras descritas acima, nada garante que o comentário seja publicado, pois reserva-se o direito de não aplicar as regras aqui contidas sem aviso prévio e estas são apenas uma baliza de orientação para quem desejar expor sua opinião. Tenho em vista, claro, os comentários que podem ser relevantes e que valorizam o meu trabalho. Não tendo interesse em publicar nada que ofenda o blog, nem que seja uma crítica impertinente ou desnecessária. Nos comentários só são aprovados textos que valorizam o que faço e que podem ajudar outras pessoas. 4. Os links e banners de parceiros são selecionados segundo a Política de Conteúdo do Blogger. Disponho os elementos dos meus parceiros por solicitação deles e, daqueles que não solicitaram, envio pedido prévio com aviso indicando que serão linkados neste blog. Ao receber a aprovação destes coloco a informação num local visível do blog. Aos que não solicitaram parceria, mas têm seus links/banners publicados aqui, faço-o como forma de indicação do serviço prestado por eles e por assim permitirem ou indicarem essa possibilidade em seus sites/blogs. Obs.: Não me responsabilizo pelo conteúdo dos meus parceiros e espero que estes estejam em total acordo com as regras de utilização do Blogger e dos seus outros parceiros. Conteúdo de terceiros. Tenho parceria com empresas de publicidade virtual – como o Google AdSense – que se utilizam do sistema de publicidade contextual, mas podem usar de outros recursos para determinar que tipo de publicidade veicular neste blog. Não controlo aquilo que eles disponibilizam. Este blog, pode ou contém imagens, vídeos ou outros, com conteúdos de nudez parcial ou total, não aconselhavél a menores de 18 anos. O acesso ao blog, por parte de menores é estritamente proibido, o seu acesso é da responsabilidade dos intervenientes ou seus encarregados de educação. Parte do conteúdo é retirado da internet e outro recebido por mail sendo esta última via difícil de controlar de onde vem o conteúdo, Autor, Site, Blogue, ou outras fontes. Sou contra a pratica do plágio, se detectar algum conteúdo da sua autoria em parte ou na totalidade postado neste blogue e que comprove que é seu legitimamente o mesmo será removido na hora. Para isso basta contactar-me. Mais, todo o conteúdo deste blogue é meramente ilustrativo, sem qualquer carácter comercial. Sexo e Cenas, ainda condena todo o tipo de conteúdo sexual, onde sejam utilizados menores de 18 anos, bem como ao incitamento de terceiros para tais práticas. Mais, Sexo e Cenas exclui-se de qualquer responsabilidade de qualquer link que directa ou indirectamente, redirecione para páginas de pedofilia ou outras em que se promova ou se visualize o abuso sexual de menores. Qualquer semelhança aqui reproduzida em forma de textos ou outras com a realidade, são pura coincidência.