segunda-feira, novembro 7

DIÁRIO DE UMA BISSEXUAL - OPINIÕES

Há quem acredite vivamente que uma única experiência vivida com mulheres já define automaticamente a mulher como bissexual. Há quem confunda e rotule para toda a vida baseando-se numa vez sem exemplo.
Uma experiência para apimentar a relação, aumentar o desejo entre o casal unindo um homem, a namorada e uma amiga por exemplo. Isso não torna a mulher bissexual. E uso o termo mulher porque sou eu que escrevo, mas o caso é exactamente o mesmo em relação a um homem. 
Na minha opinião, a bissexualidade para ter esse mesmo nome, tem de ser repetido. E com gosto. Uma bissexual quer sempre experimentar o prazer como o mesmo sexo não só para apimentar algo na sua vida como para próprio prazer. 
A bissexual pode mesmo chegar a "amar", desejar ou procurar o prazer intenso que alguém do mesmo sexo (que nos conhece tão bem) nos consegue dar. Bissexualidade pode ser variedade, sempre. Repetição.
Escolha. Algo como "quero sexo com um homem hoje e amanhã posso sempre provar aquela minha amiga encantadora que tanto se faz a mim". E existem sempre as duas opções. E poderá ser sempre carnal.
Podem não deixarem-se conhecer o suficiente para passar disso ou aproximarem-se mais para vir a ser algo mais.
E há quem confunda com lesbianismo, homossexualidade. E há quem aceite melhor isso da parte das mulheres porque é mais sensual do que a imagem mental de dois homens juntos. No fundo é mais aceitável a bissexualidade pela parte do hetero e daí surgirem conversas do género:
- Ah e tal, já viste que aquela gosta de mulheres?
- Pois é mas lembra-te que é bi, logo também se dá muito com homens.
- Vendo bem a coisa ainda bem que é assim...enquanto existirem homens á mistura ela fica sempre bem vista.
E porquê? Porque onde existe o sexo oposto existe a tal esperança de que aquilo é apenas puro divertimento e que na verdade a escolha será sempre para o normal. A mulher escolhe o homem e vice-versa. 



Acredito que a bissexualidade morre connosco. Apercebeste disso, tentas aceitar porque não tens outra escolha e morres com isso. Podes ter a maior paixoneta do mundo por um homem (ou achares que tens) mas não podes fugir á tentação de uma mulher. Á atracção, aos filmes que crias na cabeça, á curiosidade e vontade de experimentar. E depois descobres que também tens uma paixoneta pela mulher que fala contigo todos os dias e que te fartas de admirar e pensar como seria. Ou podes sentir uma forte atracção pela tua amiga e pelo tipo que conheceste no cinema. E podes lidar bem com isso ou não lidar de todo.
Acredito que metade das pessoas bissexuais neste mundo se escondem e se revoltam neste momento porque é estranho e anormal. Porque esse termo nem devia existir ou porque isso significa que és duas coisas quando deverias ser uma apenas: hetero e homossexual. Como se fosse homem e mulher ao mesmo tempo.
E acredito que por não lidarem não serão felizes nem farão ninguém feliz. Porque têm medo de se aproximar.
Porque somos monstros. 
Julgamos sempre que é uma fase, porque nos dizem que é. Porque a bissexualidade é apenas uma fase que passas em que é pouco certo o que queres. O problema é quando o tempo vai passando e descobres que essa fase dura á muito. Descobres que é impossível conseguires fixar-te num. 
Na verdade exagero. Podes sempre escolher um lado mas terás sempre o outro na tua cabeça. Percebem?

E para vocês? É uma fase? 

11 comentários:

A Minha Essência disse...

Não tenho nenhuma experiência a três, ou até mesmo com uma mulher. Confesso que já pensei em ter algo a três (homem, mulher a mais), devaneio portanto. Mas não tenho preferência pelo sexo a mais. Pelo menos para já. No entanto, não descarto a ideia.

Kiss ;)

Anônimo disse...

Dá-me ideia é que tu alimentas a culpa na tua cabeça.Sentes-te diferente e lidas mal com isso e lá no intimo preocupas-te demasiado com a opinião dos outros.Para o tipo de educação e ambiente que te envolveu e de certa forma formatou não há escape há culpa.E a culpa é como uma samarra encharcada de agua que nos pesa terrivelmente.È esse o teu caso o peso da culpa e o de saberes bem lá no fundo que te olham de uma maneira diferente ao mesmo tempo que te vão dando palmadinhas de consolação nas costas.E isso mexe contigo e desgasta-te interiormente mesmo que tentes dar uma pra frentex.O passado persegue-nos, cola-se à pele de uma forma enigmatica e duradoura e volta sempre sorrindo e troçando de nós porque somos diferentes.No fundo bem lá no fundo tens medo dos outros e do que os outros pensam de ti.
" Eu cago nos outros " como alguma vez os outos se importassem contigo. Demasiado simplista porque deves viver em sociedade, interagiando e seres reconhecida pelas coisas importantes que realizas e que deixam marcas positivas nos que te rodeiam.
Tudo muda, as mentalidades mudam.......deeeevagariiiinho...mas os passos esses devem ser sempre dados com confiança mas com cautela.Nunca devemos confiar demasiado nas pessoas.È fatal como o destino.

Lissabon

Miss B disse...

Essência, eu também nunca descartei esse tipo de ideias e pensava várias vezes nisso ou porque via ou ouvia falar. E aconteceu...

Lissabon, e temos psicologia ao que parece. Pois bem, na verdade não é tanto o que os desconhecidos pensam que me assusta ou que me corrói por dentro. O que pensam os amigos e pessoas com quem me dou todos os dias (como uma família) é que me afecta. Culpa? Talvez a tenha porque nunca achei que realmente estivesse preparada para o que quer que incluísse ser julgada por alguém. Dos estranhos até posso conseguir defender-me e ignorar mas desde que saiba que quem mais adoro não me atira pedras. Quanto á confiança, sei muito bem que ninguém é de confiança porque estamos numa era em que á cada um por si e só sobrevive o mais forte e somos um animal bem competitivo. E realmente tens razão, tento dar uma de pra frentex porque talvez se o fizer me convença que realmente não me importo a mínima mas eu, como toda a gente, tenho sentimentos e infelizmente nasci com a maldição de ser sensível a maus comentários. Posso concordar, achar que até têm razão mas acabo por me deprimir com isso. Mas acredita que em muitas situações já me surpreendi tendo uma força que nem me reconheci. Somos mais fortes do que parecemos e acabamos todos por ficar bem mais cedo ou mais tarde. E eu ficarei bem. E vou continuar a tentar cagar para os outros. No fundo acabarão por fechar as matracas e deixarem de me moer o juízo. Se não acontecer...hei-de encontrar maneira de enfrentar isso. Encontro sempre.

foxos disse...

Na minha opinião não se pode considerar bissexualidade no facto de um/a homem/mulher ter um (dois ou três whatever) encontro fortuito sexual com alguém do mesmo sexo. Bissexualidade para mim só pode ser considerada quando alguém lida da mesma forma (sexual e carga afectiva) com ambos os sexos e consegue efectivamente manter uma relação.

just my 2 cents

Miss B disse...

Foxos, e tens razão. se pesquisarmos bem o significado da palavra vamos ver que um bissexual tem sentimentos por ambos os sexos...seja apenas atracção ou não

Sorry i cant fly... disse...

São sentimentos e acredito que bons sentimentos. Não importa se é homem ou se é mulher a nos acender o desejo. O que importa é o respeito que este alguém tem para conosco. E viva la vida! Seu blog é gostoso de ler ;)
Bjlhões.

Fogo disse...

Voltarei para ler o resto...

Mr. White Blaufuks disse...

Tema interessante.

Provoca-me disse...

Bissexualidade não é uma coisa passageira, e tanto a bissexualidade e a homossexualidade não é uma doença, e não é nada de mal, e cada coração é que escolhe por quem se vai apaixonar, mas cada corpo sendo homem ou mulher é que vai ficar arrepiado ou excitado pelo corpo que viu precisamente do mesmo sexo. Errado é pensar-se que isso está mal, mas o que está mal é a mente das pessoas. As pessoas têm a liberdade com o seu próprio corpo de se excitarem com pessoas do mesmo sexo e com pessoas do sexo oposto. Nada mais natural.

Anônimo disse...

Aprendi ao longo da vida, a nunca criticar de forma destrutiva as outras pessoas.... julgar muito menos. Em relação à Miss B, nunca critiquei a sua forma de viver a vida, pelo simples facto que não está a fazer mal a ninguém. "Só la vai quem quer..." já dizia o velho da minha rua. Inveja é uma coisa muito feia e mata devagarinho.....

contactos para sexo disse...

El sexo es salud, bienestar y una agradable forma de disfrutar de la pareja de cama….

Quem não me perde de vista

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Política de Privacidade

Conteúdo administrado e recebido por Miss B e Sexo e Cenas. 1. Nenhuma informação pessoal dos meus visitantes é comercializada e/ou trocada com terceiros. Os dados fornecidos por eles em qualquer forma de contado, não são repassadas para nenhum outro. 2. Também não são utilizados os dados, como e-mail, para distribuir mensagens não solicitadas e/ou em massa. Os e-mails dos usuários não são armazenados em listas e só entro em contato para responder dúvidas e/ou agradecer visita/contato/solicitação/ajuda/informação e apenas uma única vez. Parte de um e-mail de contato pode ser usado como referência para compor artigos e tutorias e cito a pessoa que enviou. Mas antes entro em contato avisando da possibilidade daquele e-mail ser usado como fonte e solicito previamente autorização para usar o nome e link de quem escreveu. 3. Apenas os comentários nos artigos ficam visíveis para todos os demais visitantes do blog Sexo e Cenas. Os comentários são previamente moderados por mim como administradora do blog Existe uma Política para Comentários e recomendo que leiam: Os comentários são Moderados. Todos os comentários recebidos são previamente lidos. Só são publicados os comentários que eu, administradora, considerar adequados para o artigo em questão. Apesar das regras descritas acima, nada garante que o comentário seja publicado, pois reserva-se o direito de não aplicar as regras aqui contidas sem aviso prévio e estas são apenas uma baliza de orientação para quem desejar expor sua opinião. Tenho em vista, claro, os comentários que podem ser relevantes e que valorizam o meu trabalho. Não tendo interesse em publicar nada que ofenda o blog, nem que seja uma crítica impertinente ou desnecessária. Nos comentários só são aprovados textos que valorizam o que faço e que podem ajudar outras pessoas. 4. Os links e banners de parceiros são selecionados segundo a Política de Conteúdo do Blogger. Disponho os elementos dos meus parceiros por solicitação deles e, daqueles que não solicitaram, envio pedido prévio com aviso indicando que serão linkados neste blog. Ao receber a aprovação destes coloco a informação num local visível do blog. Aos que não solicitaram parceria, mas têm seus links/banners publicados aqui, faço-o como forma de indicação do serviço prestado por eles e por assim permitirem ou indicarem essa possibilidade em seus sites/blogs. Obs.: Não me responsabilizo pelo conteúdo dos meus parceiros e espero que estes estejam em total acordo com as regras de utilização do Blogger e dos seus outros parceiros. Conteúdo de terceiros. Tenho parceria com empresas de publicidade virtual – como o Google AdSense – que se utilizam do sistema de publicidade contextual, mas podem usar de outros recursos para determinar que tipo de publicidade veicular neste blog. Não controlo aquilo que eles disponibilizam. Este blog, pode ou contém imagens, vídeos ou outros, com conteúdos de nudez parcial ou total, não aconselhavél a menores de 18 anos. O acesso ao blog, por parte de menores é estritamente proibido, o seu acesso é da responsabilidade dos intervenientes ou seus encarregados de educação. Parte do conteúdo é retirado da internet e outro recebido por mail sendo esta última via difícil de controlar de onde vem o conteúdo, Autor, Site, Blogue, ou outras fontes. Sou contra a pratica do plágio, se detectar algum conteúdo da sua autoria em parte ou na totalidade postado neste blogue e que comprove que é seu legitimamente o mesmo será removido na hora. Para isso basta contactar-me. Mais, todo o conteúdo deste blogue é meramente ilustrativo, sem qualquer carácter comercial. Sexo e Cenas, ainda condena todo o tipo de conteúdo sexual, onde sejam utilizados menores de 18 anos, bem como ao incitamento de terceiros para tais práticas. Mais, Sexo e Cenas exclui-se de qualquer responsabilidade de qualquer link que directa ou indirectamente, redirecione para páginas de pedofilia ou outras em que se promova ou se visualize o abuso sexual de menores. Qualquer semelhança aqui reproduzida em forma de textos ou outras com a realidade, são pura coincidência.