sexta-feira, dezembro 12

CONCORRÊNCIA ( ou o fruto desejado)

Antes de mais, quero desculpar-me. Sei que me tenho ausentado deste blog. Mas cada vez que cá venho tento sempre compensar a falha. Não desapareci nem o vou fazer e para o provar vou convidá-los a visitar a minha página de autora no Facebook: www.facebook.com/missboficial.  Estarei sempre por lá. Agora vamos ao tema de hoje.


Dizemos sempre que detestamos concorrência. Detestamos saber que a pessoa em quem estamos interessadas tem amigas demais. Detestamos que o nosso namorado também as tenha e se dê demasiado bem com elas. Porque mesmo dizendo que não somos ciumentas, tudo o que é demais acaba por nos maçar. E acaba por nos causar dissabores. Discussões. Acabamos por estragar tudo.
Mas já foi provado mais do que uma vez que a concorrência atrai outras pessoas. Nós mulheres acabamos por nos sentir atraídas pelo homem que tem montes de amigas e que muitas delas desejam. E quanto mais interesse ele mostrar por nós, mais sentimos necessidade de ir atrás dele e mostrar ás outras que ele possivelmente será nosso. 
Esta teoria já foi comprovada por mim. Gosto de provar as coisas por mim mesma e acabei por me aproximar de várias pessoas a ponto de descobrir até que ponto o desejo alheio podia cativar outras pessoas. E acabei por perceber que um homem que não tem mulher nenhuma atrás apenas passa a imagem de não ser interessante apenas PORQUE OUTRAS NÃO O ACHAM TAMBÉM. Muito simples. E se ele tiver no mínimo três amigas interessadas ou com quem saia frequentemente, acaba por nos pôr a pensar. 
Queremos fazer parte do grupo dele. Das saídas dele. Queremos que a concorrência saiba da nossa existência. 
Sei que isto não parece ter muita lógica mas se pararmos para pensar, O FRUTO DESEJADO POR UM É DESEJADO POR TODOS. Gostamos de desafios. Mesmo que isso nos traga problemas mais tarde. Porque se realmente conseguirmos ter quem tantas desejaram, podemos sempre mais tarde atirar á cara que:
- Ele tinha muitas amigas bonitas atrás dele mas ficou comigo...



Nenhum comentário:

Quem não me perde de vista

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Política de Privacidade

Conteúdo administrado e recebido por Miss B e Sexo e Cenas. 1. Nenhuma informação pessoal dos meus visitantes é comercializada e/ou trocada com terceiros. Os dados fornecidos por eles em qualquer forma de contado, não são repassadas para nenhum outro. 2. Também não são utilizados os dados, como e-mail, para distribuir mensagens não solicitadas e/ou em massa. Os e-mails dos usuários não são armazenados em listas e só entro em contato para responder dúvidas e/ou agradecer visita/contato/solicitação/ajuda/informação e apenas uma única vez. Parte de um e-mail de contato pode ser usado como referência para compor artigos e tutorias e cito a pessoa que enviou. Mas antes entro em contato avisando da possibilidade daquele e-mail ser usado como fonte e solicito previamente autorização para usar o nome e link de quem escreveu. 3. Apenas os comentários nos artigos ficam visíveis para todos os demais visitantes do blog Sexo e Cenas. Os comentários são previamente moderados por mim como administradora do blog Existe uma Política para Comentários e recomendo que leiam: Os comentários são Moderados. Todos os comentários recebidos são previamente lidos. Só são publicados os comentários que eu, administradora, considerar adequados para o artigo em questão. Apesar das regras descritas acima, nada garante que o comentário seja publicado, pois reserva-se o direito de não aplicar as regras aqui contidas sem aviso prévio e estas são apenas uma baliza de orientação para quem desejar expor sua opinião. Tenho em vista, claro, os comentários que podem ser relevantes e que valorizam o meu trabalho. Não tendo interesse em publicar nada que ofenda o blog, nem que seja uma crítica impertinente ou desnecessária. Nos comentários só são aprovados textos que valorizam o que faço e que podem ajudar outras pessoas. 4. Os links e banners de parceiros são selecionados segundo a Política de Conteúdo do Blogger. Disponho os elementos dos meus parceiros por solicitação deles e, daqueles que não solicitaram, envio pedido prévio com aviso indicando que serão linkados neste blog. Ao receber a aprovação destes coloco a informação num local visível do blog. Aos que não solicitaram parceria, mas têm seus links/banners publicados aqui, faço-o como forma de indicação do serviço prestado por eles e por assim permitirem ou indicarem essa possibilidade em seus sites/blogs. Obs.: Não me responsabilizo pelo conteúdo dos meus parceiros e espero que estes estejam em total acordo com as regras de utilização do Blogger e dos seus outros parceiros. Conteúdo de terceiros. Tenho parceria com empresas de publicidade virtual – como o Google AdSense – que se utilizam do sistema de publicidade contextual, mas podem usar de outros recursos para determinar que tipo de publicidade veicular neste blog. Não controlo aquilo que eles disponibilizam. Este blog, pode ou contém imagens, vídeos ou outros, com conteúdos de nudez parcial ou total, não aconselhavél a menores de 18 anos. O acesso ao blog, por parte de menores é estritamente proibido, o seu acesso é da responsabilidade dos intervenientes ou seus encarregados de educação. Parte do conteúdo é retirado da internet e outro recebido por mail sendo esta última via difícil de controlar de onde vem o conteúdo, Autor, Site, Blogue, ou outras fontes. Sou contra a pratica do plágio, se detectar algum conteúdo da sua autoria em parte ou na totalidade postado neste blogue e que comprove que é seu legitimamente o mesmo será removido na hora. Para isso basta contactar-me. Mais, todo o conteúdo deste blogue é meramente ilustrativo, sem qualquer carácter comercial. Sexo e Cenas, ainda condena todo o tipo de conteúdo sexual, onde sejam utilizados menores de 18 anos, bem como ao incitamento de terceiros para tais práticas. Mais, Sexo e Cenas exclui-se de qualquer responsabilidade de qualquer link que directa ou indirectamente, redirecione para páginas de pedofilia ou outras em que se promova ou se visualize o abuso sexual de menores. Qualquer semelhança aqui reproduzida em forma de textos ou outras com a realidade, são pura coincidência.