quarta-feira, setembro 30

AS FASES DO AMOR ou A QUESTÃO DO FALL IN LOVE

Ok. Toda a gente já sentiu aquela coisinha estranha na barriga quando conheceu alguém interessante. Alguém que por norma achamos bonito, sexy, com uma personalidade que nos agrada imenso.
Pronto ok. Já todos sabemos isto mas é sempre bom relembrar que:
NINGUÉM SE APAIXONA NO PRIMEIRO ENCONTRO. Assim como ninguém no seu perfeito juízo pode esperar que a outra pessoa queira logo começar a namorar connosco só porque correspondemos igualmente ás suas expectativas.
Isto porque o achar que estamos apaixonados com meia dúzia de conversas e saídas, não significa que estamos mesmo.
Para não haver dúvidas, dividi aquela mistura de sentimentos em três:


  1. A Atracção física - é o que sentimos em primeiro lugar claro está. E isso deve-se aos factores mais óbvios: a beleza física. O corpo, se corresponder ao que nós gostamos, é meio caminho andado para ter-mos a vontade de continuar.
  2. O Fascínio - poderíamos juntar ao primeiro mas são duas coisas distintas visto ser possível ficarmos fascinados por alguém apenas porque tem aquele ingrediente que nos faz desejar estar com a pessoa. Podemos fascinar-nos por pessoas inteligentes, bem humoradas, que têm um belo sorriso e uns belos olhos e mesmo assim não existir aquela tremenda atracção física.
  3. A Paixão - esta é importante porque é o que mantém tudo. Claro que só correrá extremamente bem se tiver os dois ingredientes anteriores. 


Posto isto, o que poderá então correr mal?
Nada. Nada pode correr mal, contando que se consiga distinguir um do outro. Ou seja, o fascínio do amor. A atracção do amor. A paixão do amor, se bem que este último ainda se safa. 
Conhecemos mil e uma pessoas e deixa-mo-nos fascinar pelo sorriso, as palavras, a forma como fala connosco, como nos trata, os lindos olhos. Mais tarde o bom sexo, ou razoável mas como estamos fascinados nem damos pela diferença.
O mal do fascínio é que tão depressa vem como vai. Hoje alguém se sente atraído e fascinado por nós mas amanhã outra pessoa surgirá. Um brinquedo novo. Um ídolo. Aliás, podemos colocar Adoração entre Fascínio e Paixão. Porque é isso que acontece. 

Mas então como sabemos que amamos afinal? Na verdade, ninguém sabe explicar o amor. Mas também é verdade que as únicas pessoas que o sabem explicar são aquelas que tiveram tempo suficiente para o reconhecer. Porque quando tudo é muito bonito e corre bem toda a gente ama. O pior é depois....

Se já amei? Sim, muito. Mas precisei de perder a minha paciência para me aperceber.
Se já passei por todas essas fases? Sim, constantemente. Todos os dias me deixo fascinar. Constantemente tenho uma paixão por alguém. Com imensa frequência sinto uma enorme atracção física por alguém que acabei de conhecer. Isso não me impede de me deixar levar. De me confundir. Mas o que me faz ter a certeza de que não é amor? A capacidade de ter uma pessoa na cabeça mas brevemente deixar que surjam mais e mais. Porque cada vez que surge alguém melhor, o último desaparece. E é isso que distingue o fascínio e a paixoneta de outro sentimento qualquer. 
E vocês? Concordam? Quantas fases acham que existem?

2 comentários:

Anônimo disse...

Tanta fase, tanta interpretação, isso é coisa de mulher chata, são as mulheres que pensam assim que depois têm as piores relações, passam a vida com macaquinhos na cabeça e a complicar tudo e mais alguma coisa, mulher assim fica sem graça. No Amor só há uma fase ou então nenhuma, ou se Ama ou não se Ama e o resto é conversa.

Nada como uma mulher que Ama sem dúvida e com convicção.

Mulheres, saiam dessa.

Miss B disse...

Alguém tem de pensar na relação. Porque depois corre-se o risco de ouvir aquelas frases famosas do tipo "ah já não sinto o mesmo." ou "ah pensei que gostava de ti". Ou o simples "não és tu, sou eu". Mas cada um pensa como pensa. Mas existem homens a pensar exactamente o mesmo que eu escrevi

Quem não me perde de vista

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Política de Privacidade

Conteúdo administrado e recebido por Miss B e Sexo e Cenas. 1. Nenhuma informação pessoal dos meus visitantes é comercializada e/ou trocada com terceiros. Os dados fornecidos por eles em qualquer forma de contado, não são repassadas para nenhum outro. 2. Também não são utilizados os dados, como e-mail, para distribuir mensagens não solicitadas e/ou em massa. Os e-mails dos usuários não são armazenados em listas e só entro em contato para responder dúvidas e/ou agradecer visita/contato/solicitação/ajuda/informação e apenas uma única vez. Parte de um e-mail de contato pode ser usado como referência para compor artigos e tutorias e cito a pessoa que enviou. Mas antes entro em contato avisando da possibilidade daquele e-mail ser usado como fonte e solicito previamente autorização para usar o nome e link de quem escreveu. 3. Apenas os comentários nos artigos ficam visíveis para todos os demais visitantes do blog Sexo e Cenas. Os comentários são previamente moderados por mim como administradora do blog Existe uma Política para Comentários e recomendo que leiam: Os comentários são Moderados. Todos os comentários recebidos são previamente lidos. Só são publicados os comentários que eu, administradora, considerar adequados para o artigo em questão. Apesar das regras descritas acima, nada garante que o comentário seja publicado, pois reserva-se o direito de não aplicar as regras aqui contidas sem aviso prévio e estas são apenas uma baliza de orientação para quem desejar expor sua opinião. Tenho em vista, claro, os comentários que podem ser relevantes e que valorizam o meu trabalho. Não tendo interesse em publicar nada que ofenda o blog, nem que seja uma crítica impertinente ou desnecessária. Nos comentários só são aprovados textos que valorizam o que faço e que podem ajudar outras pessoas. 4. Os links e banners de parceiros são selecionados segundo a Política de Conteúdo do Blogger. Disponho os elementos dos meus parceiros por solicitação deles e, daqueles que não solicitaram, envio pedido prévio com aviso indicando que serão linkados neste blog. Ao receber a aprovação destes coloco a informação num local visível do blog. Aos que não solicitaram parceria, mas têm seus links/banners publicados aqui, faço-o como forma de indicação do serviço prestado por eles e por assim permitirem ou indicarem essa possibilidade em seus sites/blogs. Obs.: Não me responsabilizo pelo conteúdo dos meus parceiros e espero que estes estejam em total acordo com as regras de utilização do Blogger e dos seus outros parceiros. Conteúdo de terceiros. Tenho parceria com empresas de publicidade virtual – como o Google AdSense – que se utilizam do sistema de publicidade contextual, mas podem usar de outros recursos para determinar que tipo de publicidade veicular neste blog. Não controlo aquilo que eles disponibilizam. Este blog, pode ou contém imagens, vídeos ou outros, com conteúdos de nudez parcial ou total, não aconselhavél a menores de 18 anos. O acesso ao blog, por parte de menores é estritamente proibido, o seu acesso é da responsabilidade dos intervenientes ou seus encarregados de educação. Parte do conteúdo é retirado da internet e outro recebido por mail sendo esta última via difícil de controlar de onde vem o conteúdo, Autor, Site, Blogue, ou outras fontes. Sou contra a pratica do plágio, se detectar algum conteúdo da sua autoria em parte ou na totalidade postado neste blogue e que comprove que é seu legitimamente o mesmo será removido na hora. Para isso basta contactar-me. Mais, todo o conteúdo deste blogue é meramente ilustrativo, sem qualquer carácter comercial. Sexo e Cenas, ainda condena todo o tipo de conteúdo sexual, onde sejam utilizados menores de 18 anos, bem como ao incitamento de terceiros para tais práticas. Mais, Sexo e Cenas exclui-se de qualquer responsabilidade de qualquer link que directa ou indirectamente, redirecione para páginas de pedofilia ou outras em que se promova ou se visualize o abuso sexual de menores. Qualquer semelhança aqui reproduzida em forma de textos ou outras com a realidade, são pura coincidência.